E-commerce de vestuário. Você compraria?

Um tema que está sendo abordado no linkedin chamou minha atenção: e-commerce de vestuário. Alguns dizem que é o futuro, que não sairemos de casa nem para comprar roupas. Mas e você? Compraria? Já comprou?

Recentemente a Harvard Business School  premiou o plano de negócios feito por dois alunos de uma loja virtual brasileira de roupas para bebês, a baby.com.br.  Eles prometem frete grátis e entrega para São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Curitiba. Os dois alunos receberam 25 mil dólares para o projeto.

Roupas para bebês são mais práticas, até por que se o tamanho vier maior ou se ele não gostar (hein?!), ele um dia vai usar. E se for para adultos? A maioria das lojas de vestuário não realiza a troca de compras pela internet, e você tem que ficar lá com o produto que nunca vai usar (você não pode dizer para eles que no modelo do site ficou lindo e que em você não ficou legal).

Será que realmente vale a pena? Estaríamos nós, trocando o ritual de ir até a loja se apaixonar, experimentar (e às vezes até barganhar!) simplesmente pelo conforto de não sair de casa?

Alguém já teve essa experiência? Conta pra nós!

Obs: Este post não teve patrocínio de nenhuma loja online.

**Colaboradora Mariana Fernandes ***

15 comentários sobre “E-commerce de vestuário. Você compraria?

  1. A idéia é ótima! Ainda mais se o site oferecer a troca do produto caso não sirva. Alguém ai conhece algum site plus size de roupas femininas, barato e com frete baixo? tks

  2. Acho que roupinhas básicas, tipo blusinhas até compraria. Mas sapatos, nem pensar. Gosto de por nos pés, andar um pouquinho… Além disso, nada como vasculhar uma loja, não é mesmo ? Adoro !!!
    Bjokas

  3. Roupa e sapatos não compro on line não… essas coisas tem que se experimentar… pq a numeração e o conforto depende do corte, marca, modelo… etc.
    Então, não compraria!!
    Bjus
    😉

  4. oie!
    Sapatos e roupas tem que experimentar. A menos que sejam peças basicas, tipo meia calça, camiseta essas coisas, mas peças mais elaboradas, não tem jeito! só experimentando. Mas eu já coloquei no carrinho paças de roupas (no ebay), nao comprei, mas fiquei bem tentada…Acho que ainda não estou pronta pra isso! ehheeh
    beijocas

  5. É verdade o q a Denise falou. Os tamanhos não são iguais de uma marca pra outra. E dá-lhe diferença!!
    Eu não gosto de comprar nada on line, roupas fica mais difícil ainda pq se não servir ou não gostarmos ficaremos no prejuizo.
    Por enquanto prefiro ir nas lojas e experimentar tudinho.

  6. Sabe que ontem estive visitando uma loja online de roupas, e não consigo me imaginar as adquirindo.
    Acho tão prazeroso ir a uma loja e sair de lá carregando sacolas de roupas, e com a certeza de estão servindo… (#isso não tem preço, e nem comodidade que acabe com isso, pelo menos para mim).

    Beijo.
    http://www.lookdivertido.blogspot.com

  7. Acredito que existe muito chão pela frente antes da primeira loja online ser bem sucedida neste ramo. A adaptação do mercado será natural no momento que algum empreendedor tiver uma idéia genial sobre como vender esse tipo de produto pela internet, com o mínimo de devoluções e retorno financeiro superior ao da loja física.

    Isso vai acontecer! Talvez com o uso de celulares e vitrines digitais em shoppings. Seria um projeto audacioso hoje, mas pensar que uma loja online pode vender roupas como se fossem eletrônicos, é um atestado de leviandade.

  8. Bah, já acho difícil comprar na loja para outros, imagina pela internet. Nada como experimentar, tem roupas que a gente não dá nada por elas e no corpo ficam lindas. Sei não, acho que não compraria não.

  9. É verdade… Já tive experiências ruins de compra de roupa pela internet justamente por causa do tamanho. E a loja não quis trocar, fiquei no prejuízo =/

    Beijos!

  10. mas acho que jamais deixaria o ritual de ir a uma loja e me apaixonar, como tu mesma disse…
    é algo que não tem preço! poder tocar a peça e testar mil coisas, fazer composições…

  11. acho que pra isso acontecer, falta a confecção brasileira estabelecer regras de numeração, de tamanho.
    minhas calças, por exemplo, dependendo da marca, vão de 38 a 44!! pode? como eu me arriscaria a comprar algo pela internet assim?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s